sexta-feira, 1 de março de 2013

Caderninho


Caderninho
(Anne Lieri)

escrever



Quem não teve um caderninho,
Cheio de sonhos, magia?
Com notícias, burburinhos,
Caderninho de poesias?


De capa bem decorada,
Com desenhos caprichados,
Letra fina, bem traçada,
E segredos bem guardados.


Caderno que, como gente,
Era uma companhia,
Um amigo, um confidente,
Conversa do dia a dia.


De sonetos inocentes
Sempre tocantes versinhos,
Emoção efervescente,
E os primeiros passinhos.


Descobertas preciosas
De tesouros escondidos
De criança curiosa
Loucos sonhos destemidos!


Saudade deste caderno
De tanta recordação,
Companheiro sempre eterno
Do singelo coração!

16 comentários:

✿ chica disse...

Quem não teve esses álbuns, assim ou nos cadernos? Lindo,Anne!! beijos,tudo de bom,chica

Rô... disse...

oi Anne,

eu tive vários,
um mais bonitinho que o outro,
tive até um com cheiro de maçã verde...
que saudades...

beijinhos

Tina Bau Couto disse...

Tive vários!
De pensamentos, poemas, telefones, anotações, receitas...

Detalhe: ainda tenho os do passado e atuais :)

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Anne
Acho que hoje esse caderninho já não é tão comum, quanto no meu tempo. A Net vestá acabando com o romantismo das coisas simples.
Bjux

Vivian Fernandes de Goes disse...

Ah!Anne!!!

Que lindo!!!!Amei a poesia!!
Eu tive...muitos!rs
Beijos!

Ana Miranda disse...

Que delícia de poesia, Anne!!!

Eu tive, sim, meu caderninho de poesia...

Trouxeste-me doces recordações com seu poema...

Marlene disse...

Ola anne,voce nos leva a voar e sonhar junto de voce que saudade dos caderninhos coloridos cheios de versinhos lindos e rimados
tenha um final de semana lindo querida bjs marlene

manuela barroso disse...

Quem não teve o seu caderninho cheio de escrita enigmática? Mas assim lindo...não!
Mais tão lindas poesias Anne.
Beijinho


Se era tua ,seguidora, repeti...
Bji

Kellen Bittencourt disse...

é amiga, tive pilhas e pilhas deles, eram 2, 3 por ano, escrevia muitooo, um dia descobri que minha mãe os lia escondido, fiquei revoltada, envergonhada e tudo que uma adolescente rebelde sem causa pode ficar, resultado fiz uma montanha com eles e queimei tudooooooo, hj me arrependo, seria divertido recordar! Bjooooss

Renata Diniz disse...

Anne! Eu tive vários, vários diários. Até pouco antes de me casar eu guardava-os. Pena ter jogado fora, ia me divertir bastante se os tivessem guardado! Beijo e ótimo fim de semana!

Nikita disse...

Me fez lembrar de uma agenda que eu tinha e escrevia todas as minhas confidências de adolescente...hehe Deveria ter guardado.
Lindo poema!!

Bjs, Néia

Mamães em Rede disse...

Olá Anne!

Um caderno desses é joia rara! E a sua poesia também!

Beijo!

Equipe MR

ONG ALERTA disse...

Como era bom, encapar e decorar os cadernos...
Beijo Lisette.

Pepi, Xixo, Juja, Jujuba disse...

Tive muitos caderninhos assim, Anne
Lindos versinhos, como sempre
Um beijinhos de boa noite para tí e afagos nos seus peludinhos
Carinhosamente
Verena e Bichinhos

Elisa T. Campos disse...

Anne

E era bem assim mesmo.

Cadernos encapados com muito cuidado.
Me fez voltar aos tempos de escola.

Bjs.

Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

E nele estavam todos os segredos e os sonhos!
Beijo!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...