sexta-feira, 28 de março de 2014

Um romance de sapinhos

Um romance de sapinhos

(Anne Lieri)






Sapinho andava tristonho
Vivia quieto a chorar
Que fazer pra ser risonho?
Ele ficava a pensar...



As moscas já nem caçava
Não via graça em mais nada
Na lagoa nem nadava
Queria ter uma amada.



Os amigos preocupados:
O sapo não lava o pé!
Sapinho ressabiado
Á beira do igarapé...



Um dia uma sapinha
Por ali foi passear
Ela andava bem quietinha
Com o amor a sonhar!



Foi apenas um olhar
Pra se instalar a paixão.
Sapinho quis namorar
Entregou seu coração!


16 comentários:

✿ chica disse...

Que amor esse namorico de sapinhos! Adorei! beijos,lindo dia! chica

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Anne
O sapo não lava o pé,não lava porque não quer... ele mora lá na lagoa e não lava o pé porque não quer... canto sempre pros netinhos...
Linda poesia!!!
Bjm fraterno e quaresmal

Bell disse...

Td mundo merece uma amor.
Que bom que o sapinho encontrou.

bjokas e um mágico fds =)

Carlos Hamilton disse...

Oi Anne, que seja sapos ou não, merecemos amar e ser retribuídos.

Abraços

Daniel Costa disse...

Anne, a história poética é bem interessante. É uma boa forma de projetar interesse.
Beijos

Beatriz Bragança disse...

Querida Anne
Enternecedor! Romance...é sempre romance!
Um poema lindo e que deve fazer a alegria dos mais novos,como fez a minha! Muitos parabéns.
Bom fim de semana.
Beijinhos
Beatriz

Neno disse...

Adorei!
O amor pode curar muitas coisas!
Obrigado pela visita!
Bjs do Neno

Dorli disse...

Oi Anne,
Que linda poesia de amor dos sapinhos.
Parabéns poetisa!
Beijos
Lua Singular

Tunin disse...

Muito bom esse namoro do sapinho!
Na minha primeira infância, lembro-me que cantávamos, na escola, uma musiquinha assim: sapo não lava o pé, não lava o pé porque não quer. Mora na beira da lagoa. Não lava o pé porque não quer. E eu ficava a perguntar: será que ele é sujo? Só quando cresci entendi o porquê.
É bom explicar o conteúdo da música para as crianças.
Abração.

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Quem sabe ele não gostaria de namorar com a Juja, "sapa gorda?"...miauuu
Mas o Momo iria ficar com ciúmes, né?
Muitos ronrons para você, tia Anne
Não mostra este comentário para o Momo, viu?
Miaus da Juja

Maria Emilia Moreira disse...

Olá Anne!
Cheguei na hora certa! A sua história de amor entre os sapinhos é uma maravilha e faz as delícias de quem anda um tanto amargurada com a vida. Obrigada amiga. Bom final de semana.

Luconi Marcia Maria disse...

Anne antes de comentar deixo o link menina obrigada eu fiz tudo que devia só não cliquei em publicar rsrsrs...... ainda bem que o blogspot salvou como rascunho, brigadão a mensagem é http://mensagensdepazamorefe.blogspot.com.br/2014/03/como-partir-se-so-agora-percebi.html

Agora eu adorei estes sapinhos, o amor alegra qualquer um, e o sapinho feliz ficou, parabéns amiga amei, beijos

Luma Rosa disse...

Oi, Anne!
E o amor conseguiu preencher quase todas as lacunas e reverberar noite adentro! A lagoa se encheu de alegria e a vizinhança nunca mais dormiu!! :)
Herbert Barbra Herbert Barbra Herbert Barbra Herbert Barbra Herbert Barbra...
:D
Desculpe a brincadeira!
Bom fim de semana!!
Beijus,

Amara Mourige disse...

Que lindo esse namoro!
O sapinho agora é feliz!
bjs
Amara e Pedrinho

Filha do Rei disse...

Que lindoooo!!! Amei
Tenha um fim de semana abençoado. Bjss

Edite disse...

Ah, sapinhos ... que inspiram tão belas poesias, tão delicadas musiquinhas . São muitas as histórias de "sapinhos" que fazem parte da minha infância. Os sapos sempre inspirando amor e traquinagens. A criançada adora. Poesia mimosa e romântica. Lindoooo > Bjs e Bfds.

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...