terça-feira, 20 de novembro de 2012

Contos africanos


CONTOS AFRICANOS

COMO SURGIU A GALINHA D ANGOLA
(Zuleika de A.Prado)

contos africanos


Antigamente as aves viviam felizes nos campos e florestas africanas, até que a inveja se instalou entre elas tornando insuportável a convivência.

Nessa ocasião, quase todos os pássaros passaram a invejar a família do Melro, que era muito bonito.

O macho, com sua plumagem negra e seu bico amarelo –alaranjado, despertava em todos a vontade de ser igual a ele.

As fêmeas tinha o dorso preto, o peito pardo-escuro, malhado de pardo-claro, e a garganta com manchas esbranquiçadas. Elas causavam inveja maior ainda.

O Melro, vaidoso, certo de sua beleza, prometeu que se todas as aves o obedecessem usaria seus poderes mágicos e os tornaria negros com plumagem brilhante.

Entretanto, os pássaros logo começaram a desobedecê-lo. Então ele, furioso, jurou vingança, rogou-lhes uma praga e deu-lhes cores e aspectos diferentes.

Para a Galinha D”Angola, disse que seria magra e sentiria fraqueza constante. Fez com que seu corpo se tornasse pintado assim  como o de um leopardo.

Dessa forma, seria devorada por aqueles felinos, que não suportariam ver outro animal que tivesse o corpo tão belo, pintado de uma maneira semelhante ao deles. Ela pagaria assim por sua inveja. E foi isso que aconteceu.

Desde esse dia a Galinha D”Angola, embora seja muito esperta e voe para fugir dos caçadores, vive reclamando que está fraca, fraca.

Com suas perninhas magras, foge com seu bando assim que surge algum perigo e é muito difícil alcançá-la. Suas penas, cinzas, brancas ou azuladas, são sempre manchadinhas de escuro tornando as galinhas d”angola belas e cobiçadas.




Referências.

PRADO, Zuleika de Almeida. Muitos mitos, lindas lendas. Editora Callis, 2007. São Paulo. 1ª. Edição. Ilustrações de Iontr Zilberman. P. 9.


Clique aqui para ler mais contos.




18 comentários:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Anne, que beleza essa postagem. Veio justificar o 'Tô fraco! Tô fraco! , rs...rs.
A gente lê isso e não esquece mais. Essa é uma postagem adequada a crianças como eu (rs).
Um beijo
Manoel

✿ chica disse...

Não sabia disso.Interessante,Anne! Legal trazeres aqui! beijos,chica

Patricia Galis disse...

Tinha um vago conhecimento sobre a galinha mas não sabia ao certo, gostei.

Neno disse...

Muito legal o conto!!!
Adorei!!!
Esse Melro era exibido!!!
Bjs do Neno

Mamães em Rede disse...

Mas esse conto é muito bom!!
Gostoso de ler!!
Beijo
Equipe MR

Célia Rangel disse...

Revivi minha infância no sítio da "Nona" onde cuidávamos de muitos "tô fracos"... Uma lenda e muitos mitos que gravam em nossas memórias! Belo post! Sugestivo!
Bj. Célia.

Rô... disse...

oi Anne,

que delícia saber dessas coisinhas,
adoro bichinhos inclusive as galinhas...;

beijinhos

Lu Cidreira disse...

Tínhamos conhecimento disso tudo através das estórias contadas pelos meus avós paternos que descendiam de quilombola, e o mais interessante que o ovo da galinha d'angola também é pintado, chegamos a cria-las em tempos remotos quando morávamos em casa com grandes quintais, era massa, saudades.
Abraço

Priscila Ferreira disse...

Não sabia!! rs
mamãe que adora uma galinha na cozinha! rs
beijos

Élys disse...

Gostei deste conto e agora entendo o tô fraco...Tô fraco...
Beijos.

EDER RIBEIRO disse...

Interessante a história, Anne. Infeliz daquele q inveja. Bjos.

Sissym disse...

Anne, esta historia é estupenda!
Eu sou louca por Galinhas d'Angola, qq historia sobre elas me faz lembrar do meu pai que chamava a atenção para ouvi-las: - coitada, está fraca!

Bjs

Edilene disse...

Que história legal! Sempre achei essas galinhas demais. Encanta me essas bolinhas! RSrs
Beijos

Imac by Artes disse...

Anne querida!
Amei conhecer esse conto...muito legal!
Tenho muitas galinhas D'Angola no sítio, ao vê-las vou lembrar-me de ti. Mais um post pra ler para o meu netinho.
Abraços e uma semana linda e abençoada pra ti.

Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

Oi, amiga!
Acho linda a galinha de Angola. E amei o conto.

Beijocas!

Minéia Pacheco disse...

Oi Anne,

Não conhecia esse conto africano, muito bom saber um pouco mais da galinha D´Angola!

Beijinhos!

Milton Kennedy disse...

Oi Anne Lieri, esta lenda ainda não conhecia. Bem interessante.

Abraços, saúde, inspiração e paz.

Renata Diniz disse...

Anne! Muito legal essa história!! Beijos!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...