terça-feira, 2 de outubro de 2012

Cavalo solto


CAVALO SOLTO
( Anne Lieri)


cavalos



Esse cavalo selvagem
Voa solto pelos campos...
Galopa, levanta poeira
Traz coragem,
Nos encanta...
Pula as mais altas trincheiras!

Cavalo solto, de guerra
Sem rédeas e sem cabresto,
Corre forte o garanhão
Cobre a serra, levanta a terra,
Faz bater o coração,
Corta os rios, as corredeiras!


Cavalo solto querido
O vento te acaricia
Voam leves tuas crinas
Ser livre, tão protegido...
Não serve de montaria,
Nasceu prá ser das campinas!


E aqui dentro de mim
Sinto a mesma liberdade!
Nasci prá não ter paragem,
Num galope assim,
Filho dessa imensidade...
Sem fim, eterna viagem!




24 comentários:

Arlete disse...

Oi Ana!Linda tua poesia.que tenhas uma semana abençoada.Beijos

Majoli disse...

Ter essa liberdade dentro da gente é algo de maravilhoso.
Uma poesia encantadora Anne, deu até pra fechar os olhos e sentir o vento...coisa boa.

Beijos com muito carinho.

Luma Rosa disse...

Que beleza de poesia, Anne!! Deu até vontade de galopar, mesmo ele sendo selvagem. Visualizei suas crinas ondulando ao vento... Um animal lindo que tanto influenciou a história da humanidade e com tantos significados para muitos povos.
Beijus,

Bergilde disse...

Que sejamos ao menos metaforicamente como este cavalo selvagem,mesmo vivendo num mundo cheio de regras e superficialidades não percamos a nossa sensibilidade.
Vir aqui é sempre encontrar belas mensagens,obrigada Anne e também pela sua generosidade!
Abraços meus,

Rô... disse...

oi Anne querida,

eu amo cavalos e como você
escreve,
também não nasci para paragens,
adoro aventura,adoro ser livre...
linda poesia,
sou sua fã...

beijinhos

Arnoldo Pimentel disse...

A liberdade descrita em sua bela poesia.Parabéns.

Celina disse...

OI Anne como gostaria de ser esse cavalo, as tuas poesias são lindas, amiga estou meia perdida no GOOgle+alguma coisa desculpa estou tentando aprender, Cacá, e Toninho ja me deram uma lição mais estou me atrapalhando, mais estou tentando aprender. ,um abraço amigo. Celina

Solange disse...

Olá Anne

que lindo! a imagem do cavalo é fantástica, a poesia doce ao mesmo tempo forte. Parabéns!
É sempre um prazer passar por aqui.
Beijos cor-de-rosa
Sol

Mari Rehermann disse...

Adorei, Anne!! Gostaria de ser como o cavlo selvagem, acho que no fundo, todos nós temos um pouco dele!! Amei a imagem, amo cavalos!!

Beijinhos!!♥

Lu Cidreira disse...

E como gostaria de me sentir assim, leve,livre e solto, mas me deparei com o que chamamos de AMOR, e, uma paixão desvairada na qual tornou-se um celeiro e parada.
Muito legal.
Abraço

Ana Maria disse...

Anne, meu Anjo, lindo o que escreve, fiquei até sem fôlego, BRAVO!!!
Beijinhos de Luz!
Ana Maria

Ana Miranda disse...

Que lindo, Anne!!!

Todo mundo quer a liberdade desse cavalo.

Mas, infelizmente, só podemos ser 100% livres no pensamento...

EDER RIBEIRO disse...

Anne, a tua poesia tocou em um tema que se encontra distante de nós, a liberdade, pois são tantas regras que somos obrigados a seguir no trbalho, na escola e em casa que sobra pouco tempo para exercemos-la. Bjos.

ValeriaC disse...

Super lindo seu poema Anne...tão bom sentir em si toda esta liberdade.
Beijos,
Valéria

✿ chica disse...

Que maravilha,Anne!Linda inspiração!beijos,chica

Socorro Melo disse...

Bravo, amiga! Lindo poema!

Fomos criados para a liberdade, e para o infinito. Desconhecemos o nosso potencial, e muitas vezes somos podados pelas circunstâncias, mas, é imprescindível que tenhamos a consciência de que a nossa essência é incomensurável.

Grande abraço
Socorro Melo

Aaliyahrj disse...

Ah, como desejo me sentir livre como esse cavalo...
Bjoks

Luciana Santa Rita disse...

Oi Anne,

Tudo bem querida? Como gosto da menina voadora, pois cada vez que venho aqui, sinto liberdade de sonhar. O cavalo é uma força de independência, mas de serenidade.

Beijos.

Renata Diniz disse...

Anne! Adorei a poesia! Adoro a imponência dos cavalos. Fico encantada. Beijos!

Dolce Vita disse...

Que lindo, Anne! beijos querida e boa semana

Toninhobira disse...

Com forte analogia.
Força e beleza numa poesia.
Lindissima inspiração e construção.
Parabens amiga.
Abraços.
Bjo.

Pequeno Príncipe disse...

Anne, que poesia maravilhosa!Amei
Pedrinho vai gostar ele adora cavalos!
Com carinho,
Pedro e Amara

Sissym disse...

Este mes foi dado "aposentadoria" para a Coca, égua de minha irma e sobrinhas. Agora ela vai correr, com aquela crina linda, numa fazenda. Liberdade é tudo de bom.

Bjs

Sônia Silvino (Crazy about Blogs) disse...

Enquanto lia, lembrei da minha petição, amiga!
Cavalo feliz é cavalo livre e solto.
Amei!!!!
Beijooooo!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...