quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Minha primeira amiga



amigas


MINHA PRIMEIRA AMIGA
( Anne Lieri)


Estava no primeiro ano quando a conheci.
Era alta assim como eu e, por isso, ficávamos sempre no final da fila.
Mas nossas semelhanças acabavam aí.
Minha primeira amiga de escola se chamava Ivani.
Ela vinha junto com outra menina: Lucia.
Só que Lucia era a filha da patroa e Ivani era a filha da empregada.
Eu era uma menina de classe média, que tinha condições de comprar o uniforme e o material escolar, ela não!
Já havia repetido um ano mas continuava a ter dificuldades para aprender a ler e escrever.
Eu me sentava com ela e a ensinava “do meu jeito”!...rss...
Fui a primeira aluna da sala durante o ano inteiro.
Dividia com ela os meus lanches que ela nem sempre trazia.
No recreio éramos inseparáveis!
Mas o que mais gostava era de “cabular” com Ivani as aulas de Religião.
Naquela época havia dois tipos de aulas: católicos e evangélicos.
A aula dos católicos era chata. Vinha uma freira e ficava falando, mandava copiar coisas do quadro negro, era muito sem graça!
Então quando deixavam os evangélicos saírem para ir para outra sala ter aula, íamos correndo.
A aula dos evangélicos era mais animada, pois as moças contavam histórias de Jesus e usavam cartazes com figuras coloridas.
Vocês hão de concordar que para uma criança de seis anos isso era bem mais atraente do que ficar decorando  os sete pecados capitais!
Nada contra os católicos, pois eu ia a missa todo sábado com meu pai, mas a missa era mais legal que aquelas aulas,pois tinham os hinos, a comunhão e eu gostava!
Mesmo assim agradeço a Ivani por me “desviar do meu caminho”, porque essas aulas despertaram meu interesse no Evangelho, mesmo que no final não tenha me tornado nem uma coisa e nem outra,mas aproveitado um pouco de cada uma!
Por toda essa nossa convivência é que fiquei triste quando chegamos ao segundo ano e percebi que ela desapareceu sem deixar pista alguma.
Nem mesmo Lucia sabia o porque dela não ter continuado os estudos.
Pelo menos, não naquela escola...
E me lembro que senti um grande vazio sem minha amiga!


Essa é a minha participação na 92ª edição do Projeto Bloinques com o mote: “ Ela (e) desapareceu sem deixar pista nenhuma.”

Clique no link abaixo e participe também:

22 comentários:

Ivana disse...

Anne
Também tive uma amiga como a sua, e quando ela se mudou, até adoeci, meu pai teve que ir buscá-la para me visitar, tinha uns 8 anos. A amizade não tem idade, não tem classe social, amizade é assim mesmo como você descreveu, é cumplicidade, é empatia. Um gde abraço!

ValeriaC disse...

Oi querida, que legal a sua participação...é... grandes aventuras, vivemos, não é mesmo? Tantas amigos(as) passaram por nossas vidas.
E esta sua amiga, Ivani marcou muito e positivamente.
Anne, minha amiga, esta semana está uma correria, estou tendo que fazer um mundo de coisas, mas desde já desejo que tenha um belo final de semana...beijos...
Valéria

Bixudipé disse...

O conto é muito bacana, a fábula é legal demais; mas, o que mais me atraiu foi a literariedade: muita simbologia!

Adorei; abração,

Rodrigo Davel

✿ chica disse...

Que linda essa história Anne e como sentimos isso mesmo...beijos,chica

Edilene disse...

Linda história! É cruel quando alguem desaparece sem deixar nenhuma pista! Sabe que me deu até vontade escrever sobre isso!...mas já passou a vontade! rs...isso ia apenas abrir uma ferida! Deixa eu me lembrar"apenas do que é bom"

Beijos!

Sam disse...

Muito lindo Anne, amei! Sempre digo que amigos de verdade são como anjos que vem trazer um amor diferente para nossa vida, um amor mais que especial... e ficamos muito triste quando essa pessoa some.
Um ótimo dia pra você e beijos no coração ◕‿◕。

palavras-e-sentimentos.blogspot.com

♫*Isa Mar disse...

Oi Anne, tem alguns amigos que marcam mesmo e deixam saudades né?
Eu tb nunca gostei das aulas de religião, uma coisa entediante.
Mais tarde estudei várias religiões, fiz os estudos da bíblia do começo ao fim e a li várias vezes, Enfim...vai ver por isso não gosto muito de gente que fica citando capítulos e versículos, acho o fim da picada essa decoreba toda rsss
Beijos e ótima tarde!

GRAÇA disse...

Gostamos muito desta passagem da sua vida a amizade não escolhe hora nem pessoas ela aparece quando agente menos esperamos..
Beijinhos e turrinhas da Kika para as amiguinhas
Graça

Minéia Pacheco disse...

Olá Anne,

Tão ruim quando temos uma amiga e ela desaparece assim, sem deixar pistas né?
Mas tenho certeza que o pouco tempo que ela ficou com você foram incríveis, pois até hoje você lembra dela!

Beijinhos...

Célia disse...

Sua história tem muitas vertentes: a social, a escolar, a do relacionamento e a da religião. Todas muito bem encaixadas e seguem, de certa forma acontecimentos de todos nós! Parabéns!
Abraço, Célia.

Mari ♥ disse...

Que linda história muio encaradora hein adorei

Beijo
http://marifriend.blogspot.com/
@Storieandadvic

Pelos caminhos da vida. disse...

Que delicia de post Anne, recordei minha primeira amiga.

beijooo.

Rosa Carioca disse...

Linda história!

soninha disse...

Bela participação...como sempre!!
Ah! lá no nosso blog http://aaamoosanimais.blogspot.com/ tem um desafio pra vc.beijinhos

♥Soniaconsult♥ disse...

Tive uma amiga de infância que desapareceu tbm
Ate já tentei procurar pelas redes sociais, mas não lembro direito como era o nome completo dela.
Uma pena.
Linda história Anne
Bjos

Dja disse...

Oie querida.

Linda a sua história, também tive amigos que sumiram sem deixar pista, mas conservo eles sempre no meu coração, grandes lembranças de momentos maravilhosos.

beijos.

Mamãezinha disse...

Anne. Encontros e desencontros que fazem parte da vida e deixam a emoção em polvorosa. Beijos!

Sônia Silvino disse...

É tão gostoso recordar coisas boas da vida da gente.
Beijocas, amada!

Bergilde disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bergilde disse...

Há pessoas que realmente marcam a vida da gente e as lembranças da infância parecem ser as mais fortes.Acredita que encontrei lá pelo face uma caríssima amiga(mais ou menos como a da sua história)e juramos não mais perder esse elo.
Abraços e bom fim de semana!

Celina Dutra disse...

Anne querida,

Senti peninha da Ivani que saiu daquela escola e da pequena Anne que deve ter sofrido com a ausência da amiga. Bela participação!
Girassóis nos seus dias. Beijos

marlene disse...

QUE LINDA HISTORIA ANNE ACHO QUE DES DO INICIO DAS NOSSAS VIDAS COSTUMAMOS GUARDAR OS AMIGOS NO CORAÇÃO,
ONDE ELESFICAM PARASEMPRE PASSA O TEMPO E VOLTAE MEIA LA ESTÃO EM NOSSALEMBRANÇAHORAS BOAS ALEGRES BONITAS OU TRISTES MAS OS AMIGOS ALI ESTÃO LINDA SUA PARTICIPAÇÃO PARABENS
VOCE MORA EM MEU CORAÇÃO BJS MARLENE

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...