segunda-feira, 25 de abril de 2011

A cadeira de rodas da vovó




A CADEIRA DE RODAS DA VOVÓ
( Chica)


Minha vovó está um pouco doentinha
não consegue sozinha caminhar

ficamos tristes de vê-la assim tristinha
uma surpresa fomos então aprontar!!!

Uma cadeira de rodas foi comprada
ela viu e até ficou bem animada!

Saímos nas rua pra levá-la a passear
os problemas começaram a se mostrar.

Cadê a rampa para a calçada descer?
Cadê o respeito que os transeuntes devem ter?

Fomos a um restaurante
só escadas para   dentro dele chegar

Muita força, um braço forte que a levante
enfim, lá dentro conseguimos chegar!

Vovó logo ao banheiro quis ir
E agora? A cadeira lá na porta não cabia!!!

Será que ninguém sabe desse problema existir?
Ou fazem apenas de conta ?  Mas que porcaria!!!

Assim, depois de muitos trabalhos passar
vovó pra casa tivemos que levar!

Agora , enquanto a vovó a cadeira não pode usar
peço a ela pra uma voltinha nela dar!!!

Me empresta a cadeira,vovó???

Esse descaso todo que vi  é o "Ó" do borogodó!!!

chica




Essa poesia foi postada pela querida Chica e achei um tema muito importante para relembrar.Obrigada Chica,por me “emprestar” sua linda poesia!
Veja os blogs da Chica:

21 comentários:

Pepi disse...

Coitadinha da Vovó!!!
Tá igual a "nossa Tia"
Ronrons e Lambeijos do
Xixo e Pepi

Simone Martins2 disse...

Bom dia doce menina, li uma poesia que falava assim:"Menina Marina que virou poesia ou sera que a poesia virou menina"...Lindinho ne?Depois posto aqui o link, pois no momento nao me lembro...
Eu to seguindo a Chica e é muito legal os blogs dela, no mais, tenha uma otima semana...bjin

Xipan Zéca disse...

Anne...
Chica sabe das coisas... rss

A de mamãe não voa, mas se EU num sigurá, ela dezoito degáus vai rolar... kkkkkk

Deussssssssssskiajude
Beijo
Tatto

Tatiana disse...

Nossa... Bateu uma saudade imensa da minha avó!

A Chica é fera!

Tenha uma ótima semana!

Um abraço carinhoso

✿ chica disse...

Anne , que bom ver essa cadeira por aqui,srrs...
Obrigado pelo carinho!beijos,linda semana!chica

Edna Lima disse...

Linda a poesia.O carinho e desrespeito a quem precisa.
Bjs. Edna.

Aleatoriamente disse...

Anne, que legal esse poema, pelo fato de que ele nos ensina como é necessário deixar lugares possíveis para quem é cadeirante.
A facilidade do acesso aos lugares se faz necessário.
Esse poema da Chica além de emocionante, nos alerta.
Legal você ter re-postado.
Parabéns a você e Chica.

Com carinho
Fernanda

ValeriaC disse...

Uma gracinha de poesia, num jeito adorável da Chica em escrever, sobre um tema muito importante...

Realmente é preciso mais atenção de todos os setores, para minimizarmos, se possivel, acabar com estes problemas que afetam e excluem de algum modo as pessoas portadoras de necessidades especiais, que merecem toda atenção e respeito.

Boa semana e beijinhos pras duas...
Valéria

Van disse...

Anne

tema super pertinente, tanto ainda por se fazer, tanta educação e respeito por se obter.

Beijos!

Multiolhares disse...

boa chamada de atenção, no seculo xxl e a nossa sensibilidade anda tão por baixo
bjs

lolipop disse...

Muito boa a maneira como foi abordado um tema importante através duma poesia...

MIL BEIJINHOS

Amapola disse...

Boa tarde, querida amiga Anne.

Tema sério, abordado com humor. Só mesmo a querida amiga Chica.

Um grande abraço.
Tenha uma linda semana de paz.

Amapola disse...

Boa tarde, querida amiga Anne.

Tema sério, abordado com humor. Só mesmo a querida amiga Chica.

Um grande abraço.
Tenha uma linda semana de paz.

Minéia Pacheco disse...

Olá Anne,

Muito bom reler essa poesia aqui!
E realmente é muita falta de respeito com quem mais precisa!
Um ótimo tema esse que a Chica abordou neste poema.

Uma ótima semana para vocês!!!

soniaconslt disse...

E sabemos que não é só uma poesia. É uma realidade.
Lamentável
Bjos

Su disse...

Anne, muito legal você colocar a poesia da Chica aqui, triste realidade, e belamente contada em poesia... Fico triste quando vejo alguém na mesma situação que fica preso em casa por não ter condições dignas de sair de casa. Ai Anne, hoje definitivamente não quero tirar os óculos cor de rosa... Acho que vou dormir com eles...!!! Beijos e fica com Deus. Su
p.s.: meu e-mail é: s.ordonhes@terra.com.br

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

Obrigado pelo seu convite.

No entanto, eu não posso continuar

a colaborar em mais blogs.

Não tenho tempo.

Mas pode publicar poemas meus.

Escolha-os no meu blog.

Desde que tenha a ligação... tudo bem!

Sou eu que agradeço.

Saudações poéticas

VERA MARIA disse...

Este poema retrata a dura e feia realidade do Brasil.Se fala muito em inclusão social,mas o que se vê é um desrespeito pelo semelhante.Obrigado pelo comentário sobre meu blog.Te convido a visitares meus outros dois blogs.
www.telasebijuteria.blogspot.com e
www.ensinoregular.blogspot.com
Sei que vais gostar.Boa semana.beijos

Antonio José Rodrigues disse...

Hoje, Anne, é a vovó; amanhã serei eu. Beijos

Bergilde Croce disse...

Anne,
Meu abraço já de volta por aqui e sentindo falta dessas histórias contadas em forma de poesia que você e a Chica sabem fazer melhor que ninguém,parabéns!

★Cigana do Oriente disse...

Oi Anne, esse poema da Chica é lindo e instrutivo, precisamos urgente de melhores adaptações em nossas cidades, afinal os deficientes precisam sair e se locomover como qualquer outro não é?
Beijos pra ti e boa semana!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...