sexta-feira, 11 de março de 2011

Cachorrinho bagunceiro




CACHORRINHO BAGUNCEIRO
( Anne Lieri)




ONTEM ENCONTREI NA RUA
NO MEIO DA LIXARADA
UM CACHORRO VAGABUNDO
DAQUELA RAÇA: VIRA LATA!

ME OLHOU COMO UM PEDINTE, 
TÃO TRISTINHO QUE DEU DÓ!
EU, ENTÃO, DESAVISADO...
O PEGUEI, DE UMA VEZ SÓ!

MAL ENTROU EM MINHA CASA
COMEÇOU O ARRUACEIRO
A MORDER O PÉ DA MESA, 
O CHINELO E O TRAVESSEIRO!

ACHEI QUE ESTAVA COM FOME
E, DE FATO, SE FARTOU!
BEBEU ÁGUA FEITO LOUCO, 
POR POUCO NÃO SE ENGASGOU!

OS DIAS FORAM PASSANDO
E O CÃOZINHO, À VONTADE!
VIROU O DONO DA CASA
SEM DÓ E NEM PIEDADE!

LATIA PRÁ TODO MUNDO, 
ERA UM GRANDE VALENTÃO
MAS SE ALGUÉM SE APROXIMASSE
ELE LHE LAMBIA A MÃO!

DESTRUIU O MEU CANTEIRO
QUE PLANTEI COM TANTO AMOR, 
TINHA UM SOFÁ SÓ PRÁ ELE
EM FRENTE AO TELEVISOR.

DEITAVA EM SUA CAMINHA, 
MAS SÓ PARA DISFARÇAR...
DEPOIS SORRATEIRAMENTE...
AOS MEUS PÉS VINHA FICAR.

CACHORRINHO BAGUNCEIRO
ÀS VEZES QUIS ABRIR MÃO...
MAS ERA TÃO AMOROSO
QUE GANHOU MEU CORAÇÃO!

* Adote um cachorrinho vira lata!
Seja um dono de raça!


17 comentários:

Veronica disse...

Que lindo! Fiquei só imaginando acarinha dele rs
Adorei! Beijos.

Minéia Pacheco disse...

Olá Anne,

Que cachorrinho sapeca esse, mas é assim mesmo, quanto mais eles aprontam, mais nos os queremos bem!

Beijão para você e um ótimo fim de semana!!!

chica disse...

Eles são uns amores.Lembra da Ornela? Está sempre aqui, um doce de menina,srrs Linda poesia!beijos,chica

Pepi disse...

Que lindinhos estes versinhos,Tia Anne
Amei...
Deixo para você e Fadinha um enorme
pautabraço e lambeijos
Seu aumigo Pepi

Tais Luso disse...

Oi, Anne, que graça esta história contada em verso. Acontece sempre assim quando gostamos e estamos dispostos a fazer o bem; ficamos tão envolvidas com estes fiéis companheiros, que jamais pensaríamos em largá-los. Eu sou uma dessas. O meu é o rei da casa! A sorte é que é educadinho...

beijos, amiga!
Tais Luso

Maria disse...

Querida amiga, versos maravilhosos, um cãozinho super fofinho, tudo lindo!!!
Bom fim de semana
beijinhos
Maria

Maria disse...

Querida amiga, versos maravilhosos, um cãozinho super fofinho, tudo lindo!!!
Bom fim de semana
beijinhos
Maria

ONG ALERTA disse...

Cachorros sáo parceiros, beijos Lisette.

lucidreira disse...

É isso aí, vamos dar forças aos que se perdem e se afastam das suas casas.
Abraço

Vestido de Rodar disse...

Que lindo, tudo lindo, o dog da foto, o poema, a causa! Amei, parabéns! bjks

Drika Reis - A Arqueira da Lua disse...

Mto lindo o seu blog... adorei!!!!

Tunin disse...

Anne, o vira-lata é isso mesmo, cheio de astúcia, mas amoroso. Pena que o brasileiro não dá o devido valor para a raça que é genuinamente brasileira.Maravilhosa poesia! Fiquei babando! Abração.

Dora Duarte disse...

Anne... Ah eles são assim mesmos, quando bebês então....Muitos dos vira-latas são mais inteligentes que os de raças, tenho uma que é fora do comum. Beijos.

Mare disse...

Muito suave e delicado o seu poema sobre um pobre cãozinho vira-latas, se a vida pulsa igual para todos, temos que cuidar e amar também dos mais necessitados.
Que vira latinha de sorte, Sô!
Beijo
Mare

Anônimo disse...

Oi, Anne !
Que amor de cachorrinho !
Eles aprontam todas, tanto seja um vira -latas, ou um cachorrinho de raça, mas nós os adoramos, não, é ?
O Gui anda nas ruas e quando vê um vira-latinhas, sempre me pergunta se dá para levar para casa.
Acho que vou ter de consultar a Laila - rsrsrsrs...
Beijos,
Patrícia ( Gui )

GRAÇA disse...

Anne !minha mamy anda com as vesitas atrsadas(é bom de dizer ,atrsadissimas..)Mas hoje calhou a tua vez adorei este poema muito bonito!
Uma semana boa para ti !
Ronrons ai para casa da
Kika

Emoções disse...

Siga o teu coração.
Se você seguir teu coração,
mesmo que você não acerte,
você nunca estará errada!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...