quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Preconceito



PRECONCEITO
( Anne Lieri)

Esse post faz parte da blogagem coletiva da “Fábrica de letras” do mês de janeiro.

Quem quiser,pode acessar o link e participar também:
Dizer que o Brasil é um país sem preconceito,é um engodo.
Nosso país tem uma cultura preconceituosa que remonta a tempos coloniais.


Tive a oportunidade de ler “Uma breve história do Brasil” de Mary Del Priori e Renato Venâncio,onde apoio minhas pesquisas.

O país de ontem deixou marcas no de hoje.
Nossos índios foram o primeiro povo a sofrer com a discriminação dos europeus que aqui chegavam,por serem diferentes.
O diferente assusta.


Relatam a tribo tupinambá,por exemplo,como verdadeiros animais,sem fé,sem lei e sem rei,com ossos nos beiços e pinturas pelo corpo nu.
Foram escravizados pela sua diferença.

O Brasil tem sangue oculto em sua bandeira.
Sangue das minorias.

Depois dos índios,vieram os negros que foram profundamente humilhados durante toda nossa história.

As mulheres,as crianças,os imigrantes,os judeus...eram grupos considerados inferiores.


Muitos judeus que vieram para o Brasil tiveram que fingir uma conversão ao cristianismo para não serem mortos pela inquisição.

Na Guerra do Paraguai á frente de batalha iam os negros,índios,mulheres e crianças.


Até hoje existem minorias desfavorecidas pelo sistema,basta ver quem mora na favela,quem é mais vítima de enchentes,catástrofes,quem é maioria nas prisões.

Ainda há muitas lutas a vencer para que haja igualdade social.

Essa batalha começa dentro de cada um,compreendendo que tolerar não é não ter preconceito.

Devemos mudar nossa capacidade de olhar o diferente,compreender,interagir e aprender com as diferenças.

Acredito que esse seja apenas o primeiro passo para uma justa transformação, que deve ser feita,dentro de nós.

Um dia,quem sabe haverá um país,um mundo sem preconceitos?

12 comentários:

Antonio José Rodrigues disse...

Na verdade, Anne, vivemos num balaio de farsas. A Guerra do Paraguai foi o maior genocídio americano. O Paraguai de Solano Lopez seria a salvação da América do Sul. Vergonha nacional e o Duque de Caxias ainda foi promovido. Beijos

Zil Mar disse...

PARABÉNS pelo texto!!!!!

bjos!


Zil

Multiolhares disse...

O teu texto esta espectacular é na verdade uma tristeza as discriminações que fazemos diariamente uns aos outros seja pelo que for,somos todos iguais, com algumas diferenças, mas o sangue corre-nos a todos nas veias e depois nascemos todos iguais e da mesma forma acabamos morrendo
beijinhos

J Araújo disse...

Concordo com vc e vou além, infelizmente, não só o Brasil é preconceituoso, mas o mundo é cheio de preconceito; cada um à sua maneira.

Beijo

Chica disse...

Esperamos que sim! Lindo texto, bela participação,Anne e que bom te ver lpa também.beijos,chica

Aleatoriamente disse...

Gostei muito do teu texto.
Ele nos enriquece com a história que um dia abaçou a época.
Infelizmente o preconceito ainda reside bem firme em alguns.

Beijinho Anne.
Fernanda

lucidreira disse...

É justamente de ações como esta, divulgação, que podemos amenizar isso tudo. O seus relato é suficientemente categórico e verdadeiro, e temos que conviver com essa enganação ainda hoje.
Parabéns
Abraço

El Matador disse...

Muito bom texto, parabéns.

ONG ALERTA disse...

O preconceito esta na educaçáo que cada um recebe, beijo Lisette.

Francisco Domingues disse...

Olá, Anne!
Ainda um dia haverá um mundo sem preconceitos! E sem mentiras, sem falsidades, sem crenças em seres inexistentes... Esse será o mundo onde imperarão a Ciência e o Conhecimento. É pena que não possa ser no nosso tempo! Mas vamos lutar para que se aproxime e os nossos filhos usufruam dele...
Entrei para conhecer seu blog e para desejar-lhe um óptimo 2011 cheio de sonhos realizados. Queria também deixar um pensamento certamente interessante para quem gosta de questionar o legado dos nossos antepassados:
Acabámos de celebrar o Natal e... sabia que o Natal não existe? Curioso, não é?
Pois: o Natal foi inventado pela Igreja para “cristianizar” as festas pagãs em honra dos deuses solares, Mitra e outros, que se celebravam, por todo o império romano, ao redor do solstício de Inverno, como início do renascimento para uma vida nova, a da Primavera. Teve o seu aparecimento no s. IV, na Igreja Ocidental (25 de Dezembro – calendário Gregoriano) e no s. V na Oriental (7 de Janeiro – calendário Juliano). A narrativa do nascimento de Jesus de Mateus, ampliada por Lucas (nada sendo referido nem em Marcos nem em João), uma e outra são puras invenções sem qualquer credibilidade histórica nem qualquer verosimilhança (No inverno, os pastores não dormem ao relento...) Portanto, o Menino Jesus do catecismo não existiu. Muito menos o Deus Menino! E o mundo inteiro festeja algo de inexistente... Dá que pensar, não dá? (Ver mais no meu blog “Em nome da Ciência” cujo acesso é: http://ohomemperdeuosseusmitos.blogspot.com)
Agora, associando-me ao luto de nossos irmãos brasileiros e fazendo votos para que semelhantes tragédias não voltem a acontecer aí no país irmão, uma outra ideia: apesar das catástrofes que vão acontecendo pelo mundo, com muita probabilidade provocadas pelas alterações climáticas e ambientais devidas à acção do Homem, o mesmo Homem, através dos seus governos subjugados aos interesses económico-financeiros de alguns (5% da população mundial, isto é, os que detêm 95% da riqueza produzida à face da Terra), não vai pôr-lhe cobro; preferirá assistir a novas catástrofes em que, como de costume, os mais fracos e pobres são os que irão continuar a sofrer. Inutilmente! Há que lutar para mudar estes sistemas e estes modelos não só políticos mas também económico-financeiros. Como? – Ver no meu blog “Ideias-Novas” cujo acesso é: http://ummundolideradopormulheres.blogspot.com
Francisco Domingues

JoeFather disse...

O preconceito é um lixo, só isso posso dizer amiga!

Abraços e parabéns pela participação: vou tentar participar também!

William Adriano disse...

nossa, o preconceito ainda existe, mas infelizmente ele vem velado pela nossa ignorância. Todos nós temos um pouco de preconceito em determinados momentos... cabe a nós ao lermos este seu texto tão atual, e pensarmos melhor sobre como tratar as pessoas... abraços fraternos!!!!
obrigado pela visita tb!!! fique com Deus!!!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...